Reservar
PT · EN

Olissippo News

Artigos
|
14 dez 2020

AS 10 MELHORES CIDADES DO MUNDO PARA SE VIVER...E LISBOA ESTÁ NO TOP 3


A InterNations é a maior comunidade de expatriados do mundo com cerca de 4 milhões de membros. Todos os anos publica o Expat City Ranking, uma das mais extensas pesquisas sobre como viver e trabalhar no exterior. Em 2020, mais de 15.000 pessoas de 173 nacionalidades, a viver em 66 diferentes cidades, forneceram informações sobre vários aspetos da sua vida pessoal com base nos seguintes critérios: Qualidade de Vida, Integração na comunidade, Vida Urbana no Trabalho, Finanças, Habitação e Custo de Vida Local. Em conjunto, estas áreas constituem o Expat City Ranking, que revela as melhores e piores cidades do mundo para se viver. Apresentamos aqui o TOP 10 com as melhores cidades. A encantadora Lisboa está no TOP 3 das melhores cidades do mundo para viver.

LISBOA. Photo by Tomas Halajcik 

1. Valência
A melhor cidade do mundo no Expats Worldwide. O primeiro lugar entre 66 cidades em todo o mundo é Valência.
A cidade espanhola está entre as 5 primeiras em todos os índices de tópicos, exceto um. Ocupa ainda o primeiro lugar no mundo tanto nos índices de Qualidade de Vida Urbana como nos Índices de Custo de Vida Local. 

VALÊNCIA. Photo by Zebbache Djoubair

2. Alicante
Expatriados recebem uma receção calorosa em Alicante e amam o clima ensolarado. Segundo lugar entre 66 cidades, Alicante é uma das melhores cidades do mundo para expatriados, derrotada apenas pela vizinha Valência (1ª). A cidade está entre as 3 melhores do mundo nos índices Finance & Housing (2), Local Cost of Living (2) e Getting Settled (1). Na verdade, 83% dos expatriados sentem-se em casa aqui (contra 64% globalmente)

ALICANTE. Photo by Jorge Fdez

3.Lisboa
Um lugar ensolarado, seguro e social, ocupa o 3º lugar entre as 66 cidades no ranking, Lisboa apresenta um bom desempenho em todos os níveis. E está especialmente bem no Índice da integração, 82% dos expatriados sentem-se em casa, (vs. 64% globalmente). 79% estão felizes com sua vida social lisboeta (vs. 59% globalmente), colocando a cidade em 3º lugar no mundo também neste indice. O Índice de Qualidade de Vida Urbana (4º) mostra o quanto os
expatriados gostam de Lisboa, com a capital portuguesa a chegar em 5º do mundo na subcategoria Lazer e Clima. Na
verdade, 89% dos estrangeiros a viver em Lisboa estão satisfeitos com as opções de lazer locais (vs. 71% globalmente) com destaque para praia ao sol. Além disso, 96% dos expatriados estão satisfeitos com o clima (contra 64% globalmente). E quase todos os estrageiros a viver em Lisboa (99%) pensa da mesma forma em relação à sua segurança pessoal (vs. 82% globalmente).
Embora Lisboa também ocupe um bom 6º lugar no Índice de Custo de Vida Local, com 64% dos expatriados satisfeitos (vs. 46% a nível global), não apresenta um desempenho tão bom no Índice de Finanças & Habitação (27º). E quase três em cada oito expatriados (37%) têm dificuldade em encontrar habitação em Lisboa.
Por último, a cidade obtém resultados mistos no Índice de Vida no Trabalho Urbano (23º): Os expatriados estão muito felizes com seus empregos (79% felizes vs. 65% globalmente) e seu equilíbrio pessoal-vida pessoal (83% felizes vs. 64 % globalmente). Mas estão insatisfeitos com as oportunidades de carreira locais (37% infelizes
contra 34% globalmente) e com o estado da economia local (19% infelizes contra 18% globalmente).

LISBOA. Photo by Nik Guiney

4. Cidade do Panamá
Amigável, Descontraída e acessível. 
A capital do Panamá não é apenas a cidade latino-americana com a melhor classificação no ranking de Expat City 2020,
mas também está entre as 5 melhores do mundo e isso deve-se principalmente ao seu desempenho nos índices Finance & Housing e Getting Settled.
Os expatriados na Cidade do Panamá estão muito satisfeitos com sua situação financeira (72% de respostas positivas vs. 61% globalmente) e também consideram fácil encontrar uma boa casa para habitar.

CIDADE DO PANAMÁ. Photo by Yosi Bitran

5. Singapura 
É a segunda cidade mais segura do mundo. 
Singapura tem uma pontuação alta em quase todas as áreas do Expat City Ranking 2020. Com o melhor desempenho no Índice de Qualidade de Vida Urbana, grande parte devido aos excelentes resultados na subcategoria Segurança e Política (2ª). Na verdade, quase todos os  expatriados que vivem em Singapura avaliam a estabilidade política muito positivamente (90% contra 61% globalmente) e sentem-se pessoalmente seguros nesta cidade (97% contra 82% globalmente). Em questões de segurança pessoal , Singapura ocupa o 2º lugar no mundo, perdendo apenas para Tóquio.  

SINGAPURA. Photo by Hu Chen

6. Málaga 
 É de fácil integração e barata de se morar. 
A cidade costeira espanhola tem um bom desempenho no
Índice do Custo de Vida Local, onde apenas Alicante (1º) se classifica ainda melhor. Em questões de Finanças e Habitação, também tem um bom desempenho, com mais da metade dos expatriados (54%) a afirmar que a habitação em Málaga é acessível (vs. 41% globalmente). Málaga aparece em primeiro lugar nas subcategorias Friends & Socializing e Feeling Welcome, com 87% dos expatriados a sentirem-se em casa (vs. 64% globalmente). E 77% dos entrevistados estão felizes com sua vida social em Málaga (contra 59% no mundo todo). A grande maioria dos entrevistados avalia a simpatia da população local positivamente (88% vs. 68% globalmente).   


7.Buenos Aires
Grandes avaliações apesar da instabilidade econômica e política. 
Este destino Sul Americano obtém excelentes resultados, apesar de seu fraco desempenho nos Índices de Vida no Trabalho Urbano e Segurança que se deve principalmente à preocupação com a instável economia Argentina, quase dois em cada três (65%) avaliam esse fator negativamente (vs. 18% globalmente) e 19% sentem-se pessoalmente inseguros (vs. 9% globalmente). No entanto, os expatriados avaliam Buenos Aires muito bem nos índices Finance & Housing (11º) e Local Cost of Living (15º). E sete em cada dez (70%) estão satisfeitos com sua situação financeira, afirmando que “É uma cidade barata, com seguro saúde privado acessível “ Estabelecer-se em Buenos Aires também não é um problema. A cidade ocupa o quinto lugar neste índice e em primeiro lugar na facilidade de encontrar amigos: 72% concordam que é fácil fazer novos amigos em Buenos Aires (vs. 47% globalmente)


8. Kuala Lumpur
Fácil de viver com um Orçamento Razoável. 
A capital da Malásia está no top 10 do Ranking do Expat City pelo quarto ano consecutivo. A cidade tem um desempenho particularmente bom no Índice de Finanças e Habitação (1º). Sete em cada dez expatriados em Kuala Lumpur (70%) afirma que a habitação é acessível (vs. 41% globalmente), e mais de quatro em cinco (84%) também dizem que é fácil de encontrar casa (vs. 55% globalmente). Além disso, mais de três em cada quatro entrevistados estão satisfeitos com sua situação financeira (76% contra 61% globalmente) e com o custo de vida local (77% contra 46% globalmente). E 91% dos expatriados dizem que é fácil viver em Kuala Lumpur sem falar a língua local, o que é 37 pontos percentuais acima da média global (54%).


9. Madrid
A quarta cidade espanhola a entrar no TOP 10. A capital espanhola sai-se especialmente bem no Índice de Qualidade de Vida Urbana (6º). Mais de nove em cada dez expatriados (92%) estão satisfeitos com suas opções de lazer (vs. 71% globalmente). Além disso, 89% estão satisfeitos com o clima (vs. 64% globalmente).
Madrid também obtém resultados muito bons no Índice de Custo de Vida Local, com 64% dos expatriados classificando este aspecto positivamente (vs. 46% globalmente). Apesar de aparentemente custo de vida ser baixo, as finanças não são boas devido ao preço das casas, que ocupa a 34ª posição no Índice de Finanças e Habitação.  


10. Abu Dhabi
Fácil de Mudar e Seguro para Morar. 
Entre os destinos do Médio Oriente no Expat City Ranking 2020, a capital dos Emirados Árabes Unidos é o mais bem avaliado, ocupando o 10º lugar entre 66 destinos. Expatriados em Abu Dhabi dizem ser fácil lá morar sem falar o idioma local (93% contra 54% no mundo todo) e também consideram positivo a facilidade em fazer novos amigos (57% contra 47% no mundo todo).  Descrevem a população local como muito amistosa (17º) com os residentes estrangeiros em particular (16º). No Finance & Housing Index (23º), 70% dizem que é fácil encontrar casa (vs. 55% globalmente) mas apenas 28% acham que é acessível (vs. 41% globalmente). Mesmo assim, 63% estão satisfeitos com sua situação financeira, quase igual à média global (61%).

Ver Todas

Mais Notícias

Grupo

MELHORES SALAS DE ESPETÁCULO EM LISBOA


19/11/2021 • Artigos

A cidade de Lisboa é palco de vários concertos, festivais, peças de teatro, bai...

Ler Mais
Grupo

DESCUBRA A LENDA DE SÃO MARTINHO


10/11/2021 • Artigos

O Dia de São Martinho, a 11 de Novembro,  é a celebração que marca o Out...

Ler Mais
Grupo

OS MELHORES MERCADOS E FEIRAS DE LISBOA


29/10/2021 • Artigos

São lugares onde a tradição ainda se mantém viva e, muito provavelmente,...

Ler Mais


Ver +
Melhor Preço Online Garantido