Reservar
PT · EN

Olissippo News

Artigos
|
28 out 2022

A MARAVILHOSA ARTE DA CALÇADA PORTUGUESA


Pretas e brancas, simétricas ou não, a calçada portuguesa tem formas e desenhos que narram uma época, e que permanecem e evoluíram até aos dias de hoje.
Conheça a história que há por trás das emblemáticas calçadas portuguesas, que são hoje um símbolo português de cultura e arte.
 


A calçada portuguesa, tal como o nome indica, é originária de Portugal, tendo surgido como a conhecemos nos inícios da década de 40 do século XIX.
Em Lisboa no ano de 1842 foi executada a primeira calçada a preto e branco, a calcário e basalto, de que há registo conhecido. O trabalho foi realizado por presidiários (chamados "grilhetas" na época), a mando do Governador de armas do Castelo de São Jorge, o tenente-general Eusébio Pinheiro Furtado. O desenho utilizado nesse pavimento, representando o mar num traçado simples em ziguezague, foi muito bem recebido pela sociedade.
Após este primeiro pavimento, foram concedidas verbas a Eusébio Furtado, um oficial de engenharia do Exército Português, para que os seus homens pavimentassem, obra iniciada em agosto de 1848, toda a área da Praça do Rossio, uma das zonas mais conhecidas e mais centrais de Lisboa, numa extensão de 8 712 m², que ficaria concluída no final do ano seguinte.



A rocha mais comum para estabelecer o contraste com o calcário branco até inícios do século XX foi o basalto, tanto em Lisboa como noutras localidades, conservando-se ainda inúmeros tapetes de pedra com os dois tipos de rocha, sedimentar e vulcânica, tanto na capital como um pouco por todo o país. O basalto praticamente deixou de ser utilizado no continente porque é mais difícil de se trabalhar, mas daí que se confunda a rocha atualmente mais utilizada, o calcário negro, com a rocha vulcânica.



A calçada portuguesa motivou o interesse de muitos e rapidamente se espalhou por outras cidades portuguesas, mas esta arte foi também além-fronteiras, tendo sido solicitados mestres calceteiros portugueses para executar e ensinar estes trabalhos no estrangeiro, no Brasil por exemplo onde foi dado muito destaque.
Em 2021, a calçada portuguesa passou a estar inscrita no Inventário de Património Cultural Imaterial português.

Ao passear pelas ruas de Lisboa, assim como por outras cidades do país, lembre-se que no chão de várias ruas e praças está também uma forma de arte e aprecie esse trabalho minucioso e de tanto valor para a História de Portugal.
 
 

Ver Todas

Mais Notícias

Grupo

ONDE VER E APRECIAR O MELHOR PÔR DO SOL EM LISBOA


11/7/2024 • Artigos

Lisboa, com suas colinas pitorescas e vistas deslumbrantes sobre o rio Tejo, oferece alguns dos pore...

Ler Mais
Grupo

DESCUBRA O BAIRRO DO CASTELO E DE ALFAMA


30/6/2024 • Artigos

O bairro do Castelo é um dos mais antigos e pitorescos de Lisboa, com ruas estreitas, edif&ia...

Ler Mais
Grupo

UM PASSEIO INESQUECÍVEL PELA ESTRADA MARGINAL: A BELEZA DA COSTA DE LISBOA


20/6/2024 • Artigos

Se há uma estrada que convida a descobrir a verdadeira essência da costa de Lisboa, &ea...

Ler Mais


Ver +
Melhor Preço Online Garantido